quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

CIDADE DE PELOTAS

Foto de Daniel Costa.
Foto de Daniel Costa.

CIDADE DE PELOTAS

Pelotas é cidade município do Rio Grande do Sul, a sua história começa em Junho de 1758, quando o General Gomes Freire de Andrade, conde de Bobadela, doou ao Coronel Thomáz Luiz Osório, as terras das margens da Lagoa de Patos.
Em 1753 muitos habitantes da Vila do Rio Grande, fugindo da invasão espanhola, procuraram refúgio nas terras pertencentes a Thomáz Luiz Osório.
Mais tarde chegaram também vários da Colónia do Sacramento, entregue aos espanhóis pelos portugueses em 1777.
É em 1778 que se instala em Pelotas o charqueador português José Pinto Martins, o que estimulou a criação de mais charqueadas com o consequente crescimento da região, originando o seu o seu alargamento.
O charque era enviado para todo o Brasil e assim ia fazendo a riqueza de Pelotas.
Com o sucesso, os charqueadores, dispondo de duas estações amenas, foram construindo palacetes, enquanto iam promovendo a cultura e a educação no ambiente urbano.
Aí a freguesia de São Francisco de Paula foi fundada, já em 1812, pelo padre Pedro Pereira Mesquita.
O nome de Pelotas, teve origem nas embarcações de varas, de corticeiras (árvores da família das leguminosas, nativas do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai), forradas de couro e usadas na travessia dos rios, na época das charqueadas.
Em Pelotas é tradicional, anualmente, ser realizada a Feira Nacional do Doce, “Fenadoce”, festa de eventos onde os já famosos doces de origem portuguesa contribuem para a fama de Pelotas.
As famosas Pampas, que são a região natural de planícies com coxilhas (colinas em regiões de campos, em geral, cobertas de pastagem), localizadas na América do Sul, abrangendo a metade meridional do estado do Rio Grande do Sul.
No Brasil, os Pampas podem ser designados por Campanha Gaúcha, Campos do Sul ou ainda Campos Sulinos.
Foram precisamente estas condições que se, apresentaram excepcionais, para a criação do gado, que originaram a grandeza de Pelotas.

Daniel Costa



6 comentários:

  1. Olá Daniel,me encanto com suas palavras que enfatizam as cidades dos nossos estados brasileiros.
    É uma pena que o nosso Brasil está adoecendo aos poucos.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Muito bom este post.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Ótimo, Daniel, nesse 'vídeo' lindo que lhe mando é que o Nativismo do sul do Estado é muito forte, escute e veja que lindo poema! Pega toda essa região dos 'pampas e coxilhas' do RS, onde situa-se também Pelotas.
    beijo.

    http://taisluso.blogspot.com.br/2010/09/um-coracao-gaucho.html

    ResponderEliminar
  4. Tais Luso
    Sou interessado por tudo o que ao Brasil diga respeito, no caso estou a tratar apenas da época da colonização. Amei ouvir o video e ler o poema.
    Agradeço a preciosa colaboração.
    O presente blog é destinado a livro, dependente da Editora, a Chiado, espero também a distribuição, no Brasil, que tem delegação em São Paulo. A mesma que tem SENHORA DO MAR, em edição.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Ola Daniel,
    To esperando a vez do Rio de Janeiro,rsrs.
    Brasil é imenso e lindo.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Ola querido,
    Adorei,
    voce é um conhecedor nato do nosso querido
    Brasil. obrigada.
    Beijos

    ResponderEliminar