sábado, 3 de dezembro de 2011

AEMDOEIRAS EM FLOR

                               

AMENDOEIRAS EM FLOR

O Algarve é a Província mais a sul de Portugal, suas costas são marítimas do lado nascente, de clima mediterrânico, de belas praias, de areias muito brancas e finas, um mar sempre tranquilo, de águas com temperaturas muito agradáveis.
Na agricultura, a figueira, a laranjeira, a alfarrobeira e sobretudo a amendoeira. predominam.
As praias, toram-se paraíso de turistas nacionais e estangeiros.
Os Ingleses e os nórdicos, muito, além de muitos que ali passam as suas férias. Nomes muito conhecidos, se fixam, com Elton Jones, ali têm uma das suas moradas numa sua quinta.
Este, no caso, por lá criou uma propriedade vinícola, onde produz vinho com marca própria.
Outro cartaz turístico é a amendoeira em flor, que de facto, no início da Primavera é um espectáculo de brancura inolvidável.
A sua aguardente de medronho, quando pura, pode ser considerada um bom conhaque
Olavo conhece tudo, e admira, mas a desenvoltura, das mulheres!...
A própria amenidade do clima, terá muita influência, também nesse aspecto.
Enfim!...
Olavo, ainda que “bon vivan”, nunca descurava o trabalho.
No entanto, este, dá para alargar conhecimentos.
Depois de estar com Milena e esta ter rumado a Faro, onde morava.
Olavo deslocou-se ainda a Loulé, mais com a intenção de marcar terreno.
Foi dando, uma volta pela cidade, e num dos cafés que lhe pareceu interessante, sentou-se e passando um empregado solicito, pediu uma bica.
Calmamente a foi degustando, enquanto ia tomando nota visual da distinta clientela.
Depois pagou e deixou interessante gorjeta com o fim de visitas posteriores.
Regressou então a Olhão, onde foi pernoitar, pensando na doçura de Vera.
Coitada!...
Manhã cedo, iria para Lisboa e ali ficaria uns dias e resolver, assuntos de somenos importância o outros, que entretanto o seu E-Mail registara, segundo o Not Book.
Regressado a casa fez as delicias de Vera, a sua bonita mulher, cuja meiguice sempre o encantava.
Uns dias, uns encontros em Lisboa, assuntos em ordem e de novo em Loulé.
Nada parecia acontecer.
Resolveu interpelar o empregado, veio a saber que o Flávio, bem acompanhado, de vez em quando, ali confraternizava com a Dona Telma.
Mais nada sabia!
A seguir a aparição do par deu-se.
Nestes casos Olavo, tenta passar despercebido lendo um livro, que sempre o acompanha.
Foi reparando no carinho que do par, do arranjinho emanava.
A quem o seguia, atentamente e era experiente, o derriço apresenta-se saliente.
Olavo foi ficando, até que o par foi embora.
Depois, mais uma vez, à distância com descrição, seguiu-os até entrarem na mesma casa.
Não ficaram dúvidas, Flávio a traía sua mulher!
Foi isso que de imediato, transmitiu à sua cliente.
Esta pediu para juntos voltarem a almoçar no dia seguinte. em Olhão.
Ficou aprazada a hora, no mesmo restaurante de que ficara agradada.
Ali poriam tudo em dia.
Como não podia deixar de acontecer, à hora combinada o encontro deu-se, ficando tudo esclarecido, enquanto saboreavam o almoço.
Acabado este, ela pediu para o acompanhar ao hotel.
Ali choramingou, enquanto dizia: já esperava, mas queria ter a certeza.
Olavo foi-a aconselhando a continuar a fingir, se de todo não queria perder o marido.
Ela foi tentando Olavo com gestos de sensualidade, enquanto dizia:
- Desejo já uma vingança!
Sempre lacrimejante, outro aspecto se sensualidade!
Olavo não resistiu!
Meigamente, satisfez-lhe a vontade!

Daniel Costa


10 comentários:

  1. Querido amigo,

    Mais um post rico de informações que adorei saber. Olavo se esforça bastante profissionalmente é verdade....Mas não precisa de nenhum esforço quando se trata de mulher hahahaha


    Beijos com carinho Daniel.

    ResponderEliminar
  2. Realmente é uma viagem ler esses contos.

    Bjos.

    ResponderEliminar
  3. Você descreveu os lugares lindamente. Isso nos coloca lá, a apreciar o que Olavo vê.
    Mais uma jovem traída! E mais uma traição dele (rss). Não resiste. E, nesse capítulo, ocorreu uma vingança.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Olá Daniel,
    Adorei saber um pouco mais sobre Algarve. Bela descrição!
    Observo que Olavo às vezes nem é tão culpado de parecer conquistador, já que as mulheres se mostram muito disponíveis para ele. Mas a pobre da Vera não merece tanta traição.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Boa noite meu querido amigo Daniel!
    Essa é a segunda vez que venho aqui para ler esse conto.Não conhecendo bem o Olavo,me dar a entender que ele é um manipulador de palavras bonitas,kkkkkkkkk,.Será que tbm é um galentiador?Estou de olho nele,viu!kkkkkkkkkk.E já com peninha das mulheres...cada uma que passa pela sua vida deixa rastros.
    Bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  6. Oi Daniel, Algarve é um lugares que deve ser um sonho. Quando comecei na blogs esfera conheci um amigo de Algarve, ele me enviava algumas imagens lindíssimas das praias. O conto está delicioso de ler a cada dia .Não sei porque mas acho o Olavo bem carismático. As mulheres são a perdição dele.Só fico triste pela Vera. Vamos ver até onde ele vai risos. Aguardo o Próximo capitulo.
    Bjs amigo!

    ResponderEliminar
  7. Olá, Daniel
    A tua descrição do Algarve está óptima e completíssima. Acho que deve ter um interesse muito especial para quem não conhece o Algarve; assim fica com uma ideia muito alargada.
    Quanto ao Olavo apetece-me dizer:
    "Cada cavadela cada minhoca... " :)))))))))))))
    O menino não dorme em serviço... :)
    Mas a verdade é que lá vai deslindado os casos de que se encarrega.

    Por favor continua a avisar-me porque, embora tenha restringido imenso as minhas visitas... é obrigatório acompanhar o Olavo.

    Tudo de bom para ti. Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Daniel, sua descrição sobre Algarve me fez fazer uma viagem.
    Aguardo os próximos capítulos. Um abraço amigo e ótima semana.

    ResponderEliminar
  9. Oi Daniel !
    Desejo uma ótima semana pra ti!
    Ja deixo meu desejo de um Feliz Natal e um Ano recheado de sonhos e desejos realizados. Obrigada por ter caminhado comigo durante esse Ano, e que no próximo Ano estejamos juntos novamente... Beijos grande!

    ResponderEliminar
  10. Querido amigo,
    É Natal...
    Um momento doce e cheio de significado para toda a nossa vida...
    É tempo de repensar valores,de ponderar sobre a vida, e tudo que nos cerca.
    É o momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperanças que mora dentro do nosso coração para termos um mundo com muito mais Amor e Paz!!!
    Desejo a você e toda a sua família um Natal abençoado e cheio de alegria.
    FELIZ NATAL!!!!!

    Beijocas de luz e paz...

    ResponderEliminar